Nos últimos anos tenho participado de muitos eventos de Tecnologia, mas a Campus Party sem dúvida não tem comparação com nenhum dos eventos que eu já participei, e com certeza essa foi minha primeira participação de muitas. Participei basicamente de segunda à sexta (06/02 à 10/02), tive que voltar antes por causa de um concurso. 

cpbr3

O evento em si é grandioso: 5 mil pessoas acampadas. Link de Internet de 20Gbps. Empresas e palestrantes do mundo todo espalhando conhecimento. Meu notebook tem placa de rede Gigabit Ethernet, imagina então a minha felicidade nessa rede!

Tentei assistir o maior número de palestras possíveis. Dentre elas destaco as palestras da semana de IPv6 (a Rede da CPBR toda operou em cima do protocolo) e da área de Segurança, Tecnologias de Transmissão de Dados para Redes de Alta Velocidade, Realidade Aumentada e Soluções em Software Livre.

Palestras de celebridades do mundo da Tecnologia como Jon "Maddog" Hall (Diretor executivo da Linux Internacional), Chris Hoffman (Diretor de Engenharia e Projetos Especiais da Fundação Mozilla), Julien Fourgeaud (Fundador do Angry Birds) e Kul Wadhwa (Wikimedia Foundation), foram as mais aguardadas e simplesmente lotaram a Campus Party.

Já entre as nossas celebridades, a mesa com "Os Filhos da Internet" com Rafinha Bastos, PC Siqueira, Rosana Herman, Rodrigo Fernandes (blog Jacaré Banguela), Mauricio Cid (blog Não Salvo) foi incrível, e com certeza deve ter batido recorde de participantes. Creio que muito disso se deve a polêmica com o Rafinha. Outra coisa interessante: Mauricio Cid conseguiu provar o poder de um blogueiro grande (ou agitador web) e da Internet para espalhar boatos. Em menos de dois minutos, a #RIPSEUBARRIGA virou Trending Topics no Twitter Brasil e em cinco minutos já era no Twitter Mundial! 

cpbr2Foto: Piadas Nerds e Programador Real na #CPBR5

Outras celebridades que conheci e até tive a oportunidade de conversar e trocar ideias foi o pessoal do Piadas Nerd, Azaghal e Jovem Nerd, Programador Real, Maurício Saldanha, Polvilho do Pânico. Todos foram muito atenciosos com os fãs, tiraram fotos, deram autógrafos e ficaram boa parte do tempo andando pela Campus Party.

Como todo evento de tecnologia, a participação das mulheres vem crescendo, mas estamos muito longe de alcançar no número de participantes masculinos. A mesa sobre a participação das mulheres na Campus Party onde eu e a Roberta estivemos é um exemplo disso. Grande parte dos ouvintes eram homens! Faltou muito a participação de mais mulheres, que em sua maioria estavam atras de brindes e não de conhecimento. 

cpbrFoto: Mesa sobre participação de mulheres

Quanto aos brindes... os mais legais que ganhei foi usando o meu cérebro! Alguns palestrantes depois de suas palestras lançavam Quiz e os que respondessem primeiro e certo, ganhavam prêmios. Foi algo divertido, forçava realmente a pessoa a prestar atenção na palestra. 

Tivemos alguns problemas com calor e falta d'água no início, mas a partir do segundo dia já começaram a solucionar. Algumas pessoas tiveram problemas com roubos, mas isso foi muito mais por descuido próprio que por culpa da organização do evento. Na chegada todos tinham que cadastrar os equipamentos (computadores, notebooks) para associar à inscrição, mas muitos ficavam com preguiça de fazer isso. Só era possivel sair da Campus apresentando o crachá e a etiqueta do equipamento.

cpbr1Todas as noites a animação ficava por conta do pessoal da área de Software Livre, com músicas, filmes, sorteio de brindes... E na sexta teve a "noite do pijama", onde até o Maddog entrou no clima!

Confira as fotos.

Bem... Que venha a próxima Campus Party!

--